domingo, 24 de junho de 2012

Ninguém vai morar no céu!


Quer saber por quê?

Existem várias teorias sobre o lugar da recompensa dos santos e de acontecimentos vindouros. Seriam verdades estas afirmações, ou meras especulações do "cristianismo"?

144 mil fiéis formam uma elite e vão morar no Céu; o restante, a grande multidão, fica na Terra.

Após um rapto secreto os salvos passarão sete ou três anos e meio no Céu, depois voltarão e aqui reinarão. Neste tempo reina aqui um anticristo.

A Kehilah (Igreja) será levada ao Céu e lá viverá por mil anos, regressando à Terra, depois deste período. A Terra ficará vazia por mil anos.

Os santos serão levados da Terra ao Céu no arrebatamento e lá passarão a eternidade!

O Céu como promessa aos salvos sempre foi aceito pela maioria das religiões, sem questionamento. No entanto, que diriam as Escrituras? Qual profeta ou apóstolo, ao revelar o plano de D-us para a humanidade, apresenta tal promessa? O Céu, segundo a Bíblia Sagrada, é o Trono de D-us e sede do Seu governo. A Terra, sim, é que foi destinada para habitação dos homens: "Sede benditos do SENHOR, que fez os céus e a terra. Os céus são os céus do SENHOR; mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens." (Sl. 115:15,16)

Haja o que houver, D-us vai cumprir à risca Seus planos e Sua vontade, independentemente da pregação e das promessas religiosas: "Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz". (Sl. 37:9)

Adão poderia estar vivo até hoje e dominando os demais viventes, se tivesse sido fiel ao mandamento divino. Sua opção mudou tudo e determinou as condições em que vivemos atualmente.

Desigualdades sociais, doenças incuráveis, guerras e destruição do meio ambiente, são frutos desta escolha. Logo veremos grandes transformações! O novo Rei mudará tudo, e aqui será o lar dos remidos, para sempre!

Vinte e seis Razões porque O Reino será na Terra!

1. D-us não deu o Céu aos homens: "Os céus são os céus do SENHOR, mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens." (Sl. 115:16) 2. O Céu é o trono de D-us: "O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés; que casa me edificareis, diz o Senhor, ou qual é o lugar do meu repouso?" (At. 7:49) 3. Na Terra habitarão os que esperam no Senhor: "Porque os malfeitores serão exterminados, mas os que esperam no SENHOR possuirão a terra." (Sl. 37:9)4. Os justos herdarão a Terra: "Os justos herdarão a terra e nela habitarão para sempre." (Sl. 37:29) 5. Yeshua (Jesus) e o profeta Davi disseram que os mansos herdarão a Terra: "Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra." (Mt. 5:5)

"Mas os mansos herdarão a terra e se deleitarão na abundância de paz." (Sl. 37:11)6. Os remidos por Cristo aqui reinarão: "E para o nosso D-us os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra." (Ap. 5:10) 7. Na Terra habitarão os eleitos do Senhor: "...e os meus eleitos herdarão a terra e os meus servos habitarão nela." (Is. 65:9)8. Os sinceros não serão removidos daqui: "Porque os retos habitarão a terra, e os íntegros permanecerão nela. Mas os perversos serão eliminados da terra, e os aleivosos serão dela desarraigados." (Pv. 2:21,22)9. A Terra é o limite para habitação do homem: "De um só fez toda a raça humana para habitar sobre toda a face da terra, havendo fixado os tempos previamente estabelecidos e os limites da sua habitação." (At. 17:26)10. O homem é da Terra: "Para fazeres justiça ao órfão e ao oprimido, a fim de que o homem, que é da terra, já não infunda terror." (Sl. 10:18)11. Ninguém poderia seguir Yeshua (Jesus) ao Céu:

a) Nem os judeus incrédulos: "De outra feita, lhes falou, dizendo: Vou retirar-me, e vós me procurareis, mas perecereis no vosso pecado; para onde eu vou vós não podeis ir. Então diziam os judeus; Terá ele, acaso, a intenção de suicidar-se? Porque diz: para onde eu vou não podeis ir. E prosseguiu: Vós sois cá debaixo, eu sou lá de cima; vós sois desse mundo, eu desse mundo não sou." (João 8:21-23). Ver também cap. 7:33,34.

b) Nem os judeus, Seus próprios discípulos: Filhinhos, ainda por um pouco estou convosco; buscar-me-eis, e o que eu disse aos judeus também agora vos digo a vós outros: para onde eu vou, vós não podeis ir." (João 13:33)12. Yeshua (Jesus) ensinou que o Reino virá: "Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu." (Mt. 6:9)13. Yeshua (Jesus) nos prometeu lugar no trono dEle: "Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono." (Ap. 3:21). Nota: Yeshua (Jesus) está atualmente no trono do Pai e não no dEle! 14. O Reino de Yeshua (Jesus) será aqui na Terra: "Mandará o Filho do Homem os seus anjos, e eles colherão do seu Reino tudo o que causa escândalo e os que cometem iniqüidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali, haverá pranto e ranger de dentes." (Mt. 13:41, 42)

Onde estão os causadores de escândalos e os que cometem iniqüidade atualmente? Eles estão poluindo o Reino de Yeshua (Jesus) e por isso serão removidos da Terra! 15. O Trono de Davi, na Jerusalém terrena, será ocupado por Yeshua (Jesus): "...e pôr-lhe-ás o nome de Yeshua (Jesus)...e o Senhor D-us lhe dará o trono de Davi, seu pai, e reinará eternamente na casa de Jacó (Israel e Jerusalém), e o seu Reino não terá fim." (Lc. 1:31-33). "Jerusalém está edificada como uma cidade bem sólida...pois ali estão os tronos do juízo, os tronos da casa de Davi." (Sl. 122:3,5) "Varões irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi que ele morreu e foi sepultado. Sendo, pois, ele profeta e sabendo que D-us lhe havia prometido com juramento que do fruto de seus lombos, segundo a carne, levantaria o Cristo, para o assentar sobre o seu trono." (At. 2:29, 30) 16. Yeshua (Jesus) vai ocupar este trono quando voltar: "E, quando o Filho do Homem vier em sua glória, e todos os santos anjos, com ele, então, se assentará no trono da sua glória." (Mt. 25:31) 17. Os ímpios serão tirados da Terra: "Mas os perversos serão eliminados da terra, e os aleivosos serão dela desarraigados." (Pv. 2:22)

"Pois, assim como o joio é colhido e lançado ao fogo, assim será na consumação do século. Mandará o Filho do Homem os seus anjos, e eles colherão do seu Reino tudo o que causa escândalo e os que cometem iniqüidade." (Mt. 13:40,41)18. A Terra é reino e o lugar do governo de Yeshua (Jesus): "Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que levantarei a Davi um Renovo justo; sendo rei, reinará, e prosperará, e praticará o juízo e a justiça na terra." (Jr. 23:5)

"E foi-lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino, o único que não será destruído." (Dn. 7:14)19. O Reino é debaixo dos Céus; portanto, na Terra: "E o reino, e o domínio, e a majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo; o seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão e lhe obedecerão." (Dn. 7:27) 20. Somos trigo ou filhos do reino e aqui ficaremos: "O campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno." (Mt. 13:38). "Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: colhei primeiro o joio e atai-o em molhos para o queimar; mas o trigo, ajuntai-o no meu celeiro." (Mt. 13:30). O campo é a Terra e aqui permanecerão os salvos (trigo).21. O ímpio é joio e ele é que sairá da Terra: "Ele, porém, respondendo, disse: Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada." (Mt. 15:13) 22. Yeshua (Jesus) vem para ficar aqui: "Estavas vendo isso, quando uma pedra foi cortada, sem mão, a qual feriu a estátua nos pés de ferro e os esmiuçou...mas a pedra que feriu a estátua se fez um grande monte e encheu toda a terra."

"Mas, nos dias desses reis, o D-us do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e esse reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos e será estabelecido para sempre." (Dn. 2:34,35,44) Nota: A Pedra volta para o Céu? Não. Antes se torna um grande monte (reino) e enche toda a Terra. É o Reino Milenar Messiânico! Este reino não passa mais aos homens, mas somente ao Pai, posteriormente (Ap. 11:15) 23. Restarão nações após o Armagedom: "Por isso, a maldição consome a terra, e os que habitam nela serão desolados; por isso, serão queimados os moradores da terra, e poucos homens restarão." (Is. 24:6)24. Os salvos reinarão sobre as nações sobreviventes do Armagedom e as que se formarem durante o Milênio: "Mas o que tendes, retende-o até que eu venha. E ao que vencer e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações, e com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai." (Ap. 2:25-27)25. Durante os mil anos a Terra não ficará vazia:  
 "Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que mais não engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo." (Ap. 20:2,3)

Satanás é preso exatamente porque têm nações aqui, no Milênio!26. As moradas de João 14, vem para a Terra: "E eu, João, vi a Santa Cidade, a nova Jerusalém, que de D-us descia do céu...E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de D-us com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo D-us estará com eles e será o seu D-us." (Ap. 21:2, 3)

Ninguém vai ao Céu para morar na Nova Jerusalém. Ela descerá aqui depois do Milênio e então se abrirá aos santos!

CONCLUSÃO
Amigo, estas razões fundamentadas nos escritos sagrados que você acaba de conhecer, demonstram CLARAMENTE que os profetas e apóstolos estavam seguros do estabelecimento do Reino de D-us na Terra e desconheciam totalmente esta teoria de que os fiéis iriam morar algum tempo no Céu.

Yeshua (Jesus) ascendeu aos Céus para tomar posse deste Reino.

Hoje está assentado no trono do Pai. Voltará para se assentar no Seu próprio trono, o trono de Sua glória. "E quando o Filho do homem vier em Sua glória, e todos os santos anjos com Ele, então se assentará no trono de Sua glória". (Mt. 25:31; Ap. 3:21)

Com a vinda de Yeshua (Jesus), cumprir-se-á o mistério de D-us, anunciado aos Seus santos profetas (Ap. 10:7), ou seja, os reinos terrenos Lhe serão entregues, e Ele dominará toda a Terra:

"E tocou o sétimo anjo a sua trombeta e houve vozes no céu que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e de Seu Cristo, e Ele reinará para todo sempre." (Ap. 11:15);

"O Senhor será rei sobre toda a terra. Naquele dia um será o Senhor, e um será seu nome." (Zc. 14:9)

O resto de Israel exercerá trabalho missionário entre os sobreviventes das nações e os que nascerem no Milênio. Os salvos, ou seja, os que ressuscitaram na 1ª ressurreição, serão reis e sacerdotes, governando com Cristo estas nações:

"E o reino, e o domínio, e a majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo; o seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão e lhe obedecerão." (Dn. 7:27)

Esta é a pura verdade sobre o Reino de D-us. Não existe um tempo de morada nos Céus! O Milênio, ou os dias do Mashiach, será na Terra e é o próximo reino mundial governado pelo Messias Yeshua (Jesus) e os Seus santos: "E para o nosso D-us os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra." (Ap. 5:10). Neste tempo a Terra volta ao estado original do Éden.

terça-feira, 19 de junho de 2012

Jesus teve irmãos?


Jesus teve irmãos? 


                     O termo “irmão” foi usado para indicar aqueles que eram irmãos de Maria, a irmã de Jesus. Do mesmo modo, facilmente poderia ter ocorrido o mesmo com os outros dois “irmãos”, Simão e Judas. Além disso, se Maria tivesse outros irmãos e irmãs naturais no tempo da crucificação, especialmente porque Tiago, o “irmão do Jesus” ainda estava vivo em 49 DC; em certos momentos, a lei de Móises e hebrew original ( Gál.1,19).


                  De fato, no Velho Testamento, os patriarcas e os antigos israel chamavam irmãos, embora fossem irmãos. Para Jesus (yeshua), formar o verdadeiro irmão baseada nas relações irmandades e no sangue é suficiente.
.
                       É verdade que a palavra "irmão" é usada para a irmandade espiritual, mas todas as vezes que "irmão" é um nível mais superficial do original da história do Antigo Testamento, em especial da Lei de Móises, que Yeshua  teve irmãos e irmãs.


             Sim, exatamente se em Israel, porem Jesus deve ter pois maria teve irmãos Jesus, então a descendencia deve ser continua, exemplo de judas que foi um dos irmãos de maria e tiago, josé, simão. Então dos 4 irmãos de Jesus deve haver provavelmente suas ramificações hoje. Na Lei de Móises o versiculo que fala sobre os irmãos de Jesus irmãos de maria. (Mateus 13.55).










Inferno - existe mesmo? O que vem a ser? Recompensa onde e quando?

Inferno ou Lago de Fogo?



Céu ou inferno? Esta é a pergunta colocada pela maioria das religiões aos homens, quando pretendem uma decisão no campo espiritual.

A Israelita sabe que há um grande equívoco nesta questão que, inclusive, envolve a doutrina pagã da imortalidade da alma e que também busca aniquilar o ensino da ressurreição.


A palavra inferno, que aparece nas versões da Bíblia, infelizmente, não é um termo adequado e acaba por misturar as coisas: ora inferno significa sepultura, ora quer dizer fogo eterno.


Vamos nos ater, neste estudo, aos termos Seol e Hades, que aparecem nos originais hebraico e grego, das Sagradas Escrituras e dos Escritos da Brit Chadasha, respectivamente, para podermos chegar a uma compreensão melhor.

Tendo conhecimento disto, poderemos, ao ler certos textos, entender e dar uma definição exata do seu significado.



1. Qual é o estado e para onde vai o homem após a morte?



a) Fica dormindo, inconsciente: "Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco eles têm jamais recompensa, mas a sua memória ficou entregue ao esquecimento...Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra, nem indústria, nem ciência, nem sabedoria alguma." (Ec 9:5, 10)

b) Para a sepultura, Hades ou Seol: "Sai-lhes o espírito, e eles tornam para sua terra; naquele mesmo dia, perecem os seus pensamentos." (Sl 146:4).
"Não vos maravilheis disso, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz." (Jo 5:28)

2. Por que a palavra "inferno" causa tanta confusão?

"Muita confusão e compreensão errônea foram causadas pelo fato de os primitivos tradutores da Bíblia terem traduzido persistentemente o termo hebraico Seol e os termos gregos Hades e Geena pela palavra inferno..." (The Encyclopedia Americana - 1942- Vol. XIV, pg. 81).

3. Como fica a palavra "inferno" nos Ketuvim Netsarim (NT) e quais seus reais significados?

Nas passagens abaixo, a palavra aparece doze vezes e foi transliterada como "Geena": Mt 5:22, 29, 30; 10:28; 18:9; 23:15, 33; Mc 9:43, 45, 47; Lc 12:5 e Tg 3:6.

Geena: deriva do hebraico gê (ben)(benê) hinnõm, o vale dos filhos de Hinnom, próximo de Jerusalém (Js 15:8; 18:16) onde crianças eram sacrificadas pelo fogo, atendendo a rituais pagãos (2Rs 23:10; 2Cr 28:3; 33:6; Jr 7:31; 32:35). (New Bible Dictionary, pg. 463)
O lugar era usado para a incineração do lixo de Jerusalém e onde também se lançavam os corpos de animais mortos.
Lá também eram lançados os criminosos, o que dá a idéia de um lugar de punição pelos pecados (Dt 32:22).

 Hades: Já esta palavra grega significa sepultura e corresponde a Seol, do Tanach (AT) e aparece onze vezes nos Ketuvim Netsarim (NT): Mt 11:23; 16:18; Lc 10:15; 16:23; At 2:27, 31; 1Co 15:55; Ap 1:18; 6:8; 20:13, 14.

Tártaro: Do grego, aparece em 2Pe 2:4, que representa um abismo mito-lógico para a confinação dos deuses rebeldes. (Expository Dictionary of Bible Words, pg. 337).
Portanto, Geena está associada com fogo e castigo, mas Hades, refere-se a sepultura, ou o lugar dos mortos.

4. Que dizer do lago de fogo e do fogo eterno? Por que "eterno"?

Todos os que ressuscitarem na segunda ressurreição serão julgados perante o trono branco e serão lançados no lago de fogo, para o castigo da segunda morte. Lá estarão também o diabo e seus anjos.

Neste lago de fogo, finalmente, serão destruídos a morte e o inferno, ou Hades/Seol: "E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte." (Ap. 20:14)

Fogo eterno: Na verdade, o fogo é eterno e inextingüivel no sentido de que, enquanto nele houver o que tenha de ser queimado, este não se apaga. Prova disto é o fogo que destruiu Sodoma e Gomorra. Acabou com tudo, mas não mais existe:"Assim como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se corrompido como aqueles e ido após outra carne, foram postas por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno." (Jd 7)

Aquelas cidades foram destruídas para sempre, para jamais serem reconstruídas, todavia, o fogo cessou há milhares de anos.

Bicho não morre: Isto que dizer o mesmo, ou seja, que enquanto existir substância a ser consumida, o bicho vai consumí-la totalmente (Mc 9:44, 46, 48; Is 66:24). Não quer dizer que o ímpio vai ficar vivo para sempre.

Atormentado para sempre: O diabo será atormentado para sempre, no lago de fogo (Ap 20:10), significa que não mais escapará, ou seja, sofrerá a morte eterna.

5. E no Tanach (AT)? como fica a palavra inferno? De onde vem?
A palavra inferno, no AT, deriva-se de "seol" ou "sheol" termo hebraico que significa sepultura, lugar de habitação dos mortos, ou o mesmo que "hades", do NT.
"Seol" aparece 65 vezes no AT, mas nem sempre traduzida como "inferno".



O Fim dos Ímpios

Desde o princípio do mundo, Deus tem prometido um Salvador para a humanidade.

O único meio de alcançarmos a remissão de nossos pecados e escaparmos da segunda morte, no lago de fogo e enxofre, é recebermos ao Mashiach como nosso substituto, mediante uma sincera conversão e mudança de vida.


O ímpio não quer isso. Prefere viver somente o que a vida presente lhe oferece e não pensa em uma vida eterna ao lado do Senhor.



Alguns, influenciados pelo paganismo, se crêem imortais e acham que, de alguma outra maneira, poderão sobreviver após a morte.
 
Na verdade, Yeshua (Jesus) só dá a vida eterna aos que o aceitam. Não existe alma imortal, tampouco o homem é um ser dual, que sobrevive fora do corpo. O ímpio, após a segunda ressurreição, desaparecerá!


1. A passagem de Lc 16:19-31, (Rico e Lázaro) é citada para mostrar o lugar onde os mortos aguardam recompensa? É isto correto?



Não. Na verdade se trata de uma parábola e não de um fato real.

Parábola: "Narração alegórica na qual o conjunto de elementos evoca, por comparação, outras realidades de ordem superior." (Dic. Aurélio).

"a) História-parábola, sem qualquer nexo histórico." (Bíblia de Jerusalém, pg. 1961, referindo-se ao texto acima)

Se a passagem não fosse parábola e se tratasse de algo real, entraria em inúmeras contradições: mortos são como os vivos: se comunicam entre si; sentem dor, portanto, tem sistema nervoso e cérebro funcionando; têm língua, olhos, dedos, etc.

Na verdade, a parábola se refere aos judeus (o rico), portador de tudo (Rm 3:1; 9:4,5) e aos gentios (o pobre Lázaro) sem nada (Ef 2:11,12).

2. Segundo as Escrituras, qual será o futuro de justos e ímpios?

Os ímpios serão removidos da Terra, mas os justos aqui permanecerão:

"Porque os retos habitarão a terra, e os sinceros permanecerão nela. Mas os ímpios serão arrancados da terra, e os aleivosos serão dela extermina-dos." (Pv 2:21, 22)

Os ímpios serão queimados e se desfarão em fumaça: "Mas os ímpios perecerão, e os inimigos do SENHOR serão como a gordura dos cordeiros; desaparecerão e em fumaça se desfa-rão." (Sl 37:20)

"Por isso, a maldição consome a terra, e os que habitam nela serão desolados; por isso, serão queimados os moradores da terra, e poucos homens restarão." (Is 24:6)

O texto acima nos revela que, no Armagedom, a guerra que ocorrerá por ocasião da segunda vinda de Jesus, a quase totalidade dos ímpios morrerá, mas um restante sobreviverá, para dar origem às nações que povoarão a terra, no milênio, os dias do Messias.

"E acontecerá que todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém subirão de ano em ano para adorarem o Rei..." (Zc 14:16)

Nesta ocasião, os justos ressuscitarão ou serão transformados; recepcionarão o Senhor nas nuvens e descerão com Ele em Jerusalém, para Sua entronização. (1Co 15:52; 1Ts 4:16, 17; Zc 14:4, 9)

3. Que acontecerá no fim do reino milenar, instaurado aqui na Terra?

a) satanás é solto por um pouco de tempo e sai a enganar as nações que aqui habitaram, durante o reino milenar. (Ap 20:3, 7, 8)

b) Os seduzidos por ele serão destruídos pelo fogo, ao cercar a cidade de Jerusalém terrena, sede do reino milenar do Messias Jesus. (Ap 20:9)

c) Ocorre a segunda ressurreição: os ímpios são ressuscitados, julgados e lançados no lago de fogo, para serem atormentados e extintos pela segunda morte. O diabo e seus anjos, igualmente alí estarão, para serem destruídos. (Ap 20:10-15)

d) Finalmente, a própria morte, que antes punia aos pecadores, e a sepultura ou hades e seol, serão aniquilados no lago de fogo e enxofre, pois não se justifica mais sua existência. (Ap 20:14, 15)

4. Nesta circunstância, como estará a Terra a partir daí?

Com todo o mal extinto, o objetivo de restauração do reinado messiânico estará concluído e teremos, finalmente, o novo Céu e a nova Terra (At 3:21; 1 Co 15:24-28; Ap 21:1).

5. Aqueles que foram lançados no lago de fogo, ficarão sofrendo para sempre?

Não. Os ímpios não podem viver para sempre, porque são mortais. O primeiro falso pregador que falou na imortalidade do ímpio, foi satanás, no Éden (Gn 3:4).

O tempo de destruição pode até variar, mas os ímpios serão extintos, juntamente com as hostes malignas.

A vida eterna só é concedida por Deus aos que recebem Seu Filho, como Salvador. A busca dos homens e as promessas de Yeshua não teriam sentido algum, se os homens entendessem que são, naturalmente, imortais. Yeshua teria de esclarecer que oferecia uma vida eterna melhor, com Ele.

"...E vós sabeis que nenhum homicida tem permanente nele a vida eterna." (1Jo 3:15)
"E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho." (1Jo 5:11)



Tempo de Recompensa

Um dos principais objetivos de nossa fé é a nossa ressurreição no fim dos tempos.


Que vem a ser ressurreição? Michaelis define: "Ato de ressurgir ou reaparecer vivo depois de ter morrido; restituição do morto à vida."


Se não há ressurreição, certamente estamos perdidos:"E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados. E também os que dormiram em Cristo estão perdidos." (1Co 15:17, 18)



Ora, se o homem, logo após a morte, continua vivo noutra dimensão e já vai para junto de Deus ou para um lugar de tormentos, perguntamos: Para que ressurreição? Por que Paulo enfatiza tanto a ressurreição, se os mortos não precisam dela?
 
Considerando o que somos e como estaremos após a morte, à luz das Escrituras, então o tema para nós é importante. E dá para saber também porque ansiamos pela vinda do Senhor!


1. Que diz as Escrituras sobre o estado do homem após a morte?



Que todos, salvos ou não, estão inconscientes, dormem no pó da terra e só reviverão mediante a ressurreição:

"Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco eles têm jamais recompensa, mas a sua memória ficou entregue ao esquecimento..." (Ec. 9:5) "...porquanto és pó e em pó te tornarás." (Gn 3:19) "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." (Sl 103:14)

"Todos vão para um lugar; todos são pó e todos ao pó tornarão." (Ec 3:20)
 

"Não vos maravilheis disso, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal, para a ressurreição da conde-nação" (João 5:28, 29)


2. A crença de que o homem recebe a recompensa logo após a morte, dá origem a que outras heresias?



A idolatria e o espiritismo. O entender que os santos quando morrem vão para o céu, deu margem para a veneração dos mortos, como é o caso do catolicismo romano, que por sua vez herdou tal heresia dos antigos pagãos. O surpreendente é que a influência desta doutrina pagã ganhou amplo espaço nas religiões oriundas da reforma protestante, assim como no espiritismo. "Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram entre dentes; —não recorrerá um povo ao seu Deus? A favor dos vivos interrogar-se-ão os mortos?" (Is 8:19).

3. Quando, segundo as Escrituras, ocorrerá a recompensa dos mortos?

Na galeria dos heróis da fé, onde aparecem grandes nomes, está claro que eles não receberam ainda as promessas, esperando por nós, ou seja, para as receberem conosco: "Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas, mas, vendo-as de longe, e crendo nelas, e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra...39E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não alcançaram a promessa, 40provendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossem aperfeiçoados." (Hb 11:13, 39, 40)

Paulo fala que os que são do Mashiach serão galardoados na Sua vinda: "Mas cada um por sua ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda." (1Co 15:23)

Isto fecha com Apocalipse:"...e o tempo de dares o galardão aos profe-tas, teus servos, e aos santos, e aos que temem o teu nome..." (Ap 11:18)

"E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo para dar a cada um segundo a sua obra." (Ap 22:12)

"E serás bem-aventurado; porque eles não têm com que to recompensar; mas recompensado serás na ressur-reição dos justos." (Lucas 14:14)

4. Por que a Bíblia diz que Jesus é o primeiro da ressurreição?

Embora tenha havido outras ressurreições, todos morreram de novo. O único que ressurgiu para a vida eterna, foi Yeshua. Nós e todos os santos receberemos o galardão desta ressurreição, na Sua vinda."Isto é, que o Cristo devia padecer e, sendo o primeiro da ressurreição dos mortos, devia anunciar a luz a este povo e aos gentios." (At 26:23)

"Mas, agora, Cristo ressuscitou dos mortos e foi feito as primícias dos que dormem. 21Porque, assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. 22Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo. 23Mas cada um por sua ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda." (1Co 15:20-23)

5. É possível que Enoque, Elias e outros santos, estejam vivos e já reinando com Yeshua?

Não. Já vimos que eles morreram na fé, mas não alcançaram a promessa. De Enoque, temos que morreu (Hb 11:13) e Elias, tendo concluído seu ministério, foi apenas transportado por um rede-moinho, de um lugar para outro, mas aqui mesmo na terra. Prova disto é que, cerca de dez anos depois do arrebatamento, enviou uma carta repreendendo ao rei Jeorão, de Judá (2Cr 21:12).
 

Transfiguração de Jesus: Foi apenas uma visão, referente a vinda do Mashiach em Seu Reino, dada a três discípulos, conforme prometido alguns dias antes. Confira (Mt 17:9).

Arrebatamento: Verdade sobre seus objetivos


           

          Arrebatamento: Verdade sobre seus objetivos

            As pessoas sempre encontram meios de justificar crenças de origem estranha, usando textos das Escrituras ou dos escritos Ketuvim Netsarim (NT), mal-interpretados ou distorcidos.



O arrebatamento da Congregação é uma verdade, mas com que objetivo? Levar os santos para uma morada ou um estágio no Céu? Vamos ao assunto, analisando os textos alusivos.


"Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor." 1 Ts 4:13-17


Ao toque da sétima e última trombeta, pelo sétimo anjo, destacamos alguns eventos, a saber:
  1. Ressurreição de todos os santos mortos
  2. Ajuntamento pelo arrebatamento dos santos
  3. Transformação dos santos vivos e arrebatamento destes
  4. Vinda de Yeshua com Seus anjos;
  5. Encontro nos ares, nas nuvens, com Yeshua.
  6. Recepção do Mashiach
  7. Retomada do Reino pelo Mashiach.
  8. Entronização do Mashiach em Jerusalém
  9. Início do Reino Milenar, os dias do Mashiach.
Shaul Há Shaliach (Paulo, apóstolo) falando aos coríntios deste tempo, afirma:
"Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade. E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então, cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória." 1 Coríntios 15:51-54
Apocalipse acrescenta: "E tocou o sétimo anjo a trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre." Apocalipse 11:15
Baseado nos itens acima, vemos que a vinda do Mashiach Yeshua se dará neste instante em que ocorrem a ressurreição dos justos e seu subsequente arrebatamento e ajuntamento nas nuvens, deitando por terra a idéia de que existem "duas" vindas, uma para um "rapto secreto" (aliás, que não será secreto, pois será mediante muito barulho) e outra, sete anos depois, para instaurar o reino milenar na Terra. Portanto, a instauração deste Reino na Terra é imediata e não depois de um suposto período de sete anos no Céu. O texto de 1 Tess é claro e fala em "Vinda de Jesus": "...os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor...".
Outro detalhe importante a ficar esclarecido é que não haverá a falada "grande tribulação", neste tempo, visto que esta já se cumpriu no ano 70 EC, quando da invasão do general Tito a Jerusalém. Na verdade, a única tribulação prevista para esta época é "a angústia de Jacó", (Jr 30:7) pois a cidade santa estará sendo vítima do cerco por parte de reis e exércitos previsto em Joel 3:2 e Apoc. 16:16, que trata do Armagedom. O próprio Yeshua falou que estes dias serão como "os dias de Noé", quando a vida seguia normal, com o povo comendo, bebendo, casando e dando-se em casamento. Não havia nenhuma tribulação naquele tempo. Shaul fala que será num tempo considerado de "Paz e Segurança".
"Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então, lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida; e de modo nenhum escaparão." 1 Ts 5:3
"E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem." Mateus 24:37
E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do Homem." Lucas 17:26
Portanto, somente para Israel haverá uma fase de tribulação neste tempo, enquanto que o resto do mundo, as demais nações, estarão habitando em paz. Não haverá, inclusive, uma suposta lei dominical para oprimir os guardadores do Shabat.
Esclarecemos ainda que a septuagésima semana de Daniel 9 se cumpriu nos dias finais de Yeshua (que com Sua morte tirou o sacrifício no meio da semana profética de sete anos) e que o anticristo já veio e se manifestou a partir da apostasia do IV século. Neste mesmo tempo, os 1260 anos, cumpriu-se a perseguição da Besta com seu sinal 666, contra os santos do Altíssimo. Estudiosos protestantes da época da Reforma, admitia ser ele, o papa de Roma, ou a sucessão papal.
Nos itens acima e baseado nas passagens citadas vemos que uma série de acontecimentos terão lugar nos dias da vinda de Yeshua e que o arrebatamento, na verdade, tem o único objetivo de juntar os escolhidos num ponto (no caso, nas nuvens, sobre Jerusalém) para o encontro com Yeshua e Seus anjos. Deste encontro, todos descem sobre o Monte das Oliveiras para assistirem a entronização do Messias em Jerusalém, no trono de Davi. Portanto, resumimos o arrebatamento como o ajuntamento para recepcionar o Mashiach e não para um traslado para o Céu. Somos nós que vamos a Seu encontro. Quando vamos até a rodoviária ou ao aeroporto nos encontrar com alguém, não o fazemos para seguir viagem com este, mas para trazê-lo até nossa casa.
É isto que vamos fazer ao sermos juntados com ele nas nuvens: vamos descer com Ele para o início de Seu reinado.
"E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus." Mateus 24:31
"Naquele dia, estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente..." Zacarias 14:4
"E, quando o Filho do Homem vier em sua glória, e todos os santos anjos, com ele, então, se assentará no trono da sua glória;" Mateus 25:31
"Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai." Lucas 1:32
"Varões irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi que ele morreu e foi sepultado, e entre nós está até hoje a sua sepultura. Sendo, pois, ele profeta e sabendo que Deus lhe havia prometido com juramento que do fruto de seus lombos, segundo a carne, levantaria o Cristo, para o assentar sobre o seu trono." Atos 2:29, 30
Em Jerusalém: "Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do SENHOR! Os nossos pés estão dentro das tuas portas, ó Jerusalém. Jerusalém está edificada como uma cidade bem sólida, aonde sobem as tribos, as tribos do SENHOR, como testemunho de Israel, para darem graças {ou louvores} ao nome do SENHOR, pois ali estão os tronos do juízo, os tronos da casa de Davi." Salmos 122:1-4
Por ocasião deste ajuntamento dos santos e separação dos ímpios, os anjos destruirão os maus e poucos homens restarão na Terra. Deus havia dito a Noé que não mais destruiria a todos o viventes como fez no dilúvio:
"E o SENHOR cheirou o suave cheiro e disse o SENHOR em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem, porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice; nem tornarei mais a ferir todo vivente, como fiz." (Gn 8:21)
"Assim será na consumação do século: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos, e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá choro e ranger de dentes." (Mt 13:50, 51).
Esta destruição será motivada pela consequencia da chamado Armagedom.
"Por isso, a maldição consome a terra, e os que habitam nela serão desolados; por isso, serão queimados os moradores da terra, e poucos homens restarão." Isaías 24:6
Concluindo, não coincidentemente, é neste tempo que as nações atuais devolvem o reino ao Seu legítimo dono, o Mashiach e este o período da plena restauração de todas as coisas, o reino milenar, rumo ao Novo Céu e a Nova Terra. "E tocou o sétimo anjo a trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre... E iraram-se as nações, e veio a tua ira, e o tempo dos mortos, para que sejam julgados, e o tempo de dares o galardão aos profetas, teus servos, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra." Apocalipse 11:15, 18